Onde é possível nadar com golfinhos?

Onde é possível nadar com golfinhos?

Onde é possível nadar com golfinhos?

Nadar com golfinhos é uma experiência única que adultos e crianças guardam como uma lembrança de viagem inesquecível. Aqui damos dicas de onde encontrar essa atividade exótica e tudo que você tem que considerar para o seu encontro com esses simpáticos seres marinhos.

Quer saber algo específico sobre nadar com golfinhos? Pergunte a outros viajantes nos fóruns dedicados a este assunto!

Nadar com golfinhos pode ser uma experiência muito emocionante e o contato direto com a natureza pode, inclusive, fazer com que você passe a se preocupar mais com o meio ambiente.

Encontro com golfinhosCertamente será um encontro fora do comum, no qual você terá um contato sem igual com um dos animais mais fascinantes e inteligentes da fauna terrestre.

Nadar com golfinhos tornou-se algo muito popular nos últimos anos. Existem reservas especiais com golfinhos espalhados pelo mundo todo, mas os principais estão nos Estados Unidos e México.

O nado com golfinhos é oferecido normalmente em três tipos de ambientes:

Grandes lagos artificiais com água do mar.

Áreas naturais do litoral, mas protegidos e marcados com boias e redes.

No mar, perto de áreas onde os animais encontram seu alimento natural.

Talvez a melhor opção seja a segunda: sem a artificialidade de estar em uma piscina e sem a imprevisibilidade de estar no mar.

Em parques aquáticos

Adestrador de golfinhosA maioria dos parques aquáticos cobra tarifas que são estabelecidas conforme a  duração da atividade, o tipo de testes realizados por golfinhos e o número de animais em termos de nadadores (1 a 3 golfinhos por grupo). Isso varia de acordo com cada estabelecimento.

Muitas vezes são oferecidos pacotes que incluem o “nado com golfinhos” os quais, geralmente, incluem fotos e vídeos do momento vivido. Por isso, em alguns lugares está proibida a entradas com câmeras.

Ao entrar no parque é comum poder assistir à projeção de filmes sobre a vida e os hábitos desses animais, junto com algumas dicas de segurança e precauções para nadar junto a eles.

Mesmo com toda a prevenção, cada experiência é única

Se quiser ir mais fundo, você pode escolher programas especiais para acompanhar os treinadores e aprender suas técnicas e segredos. Existem alguns programas que permitem que você acompanhe um treinador por um dia inteiro. Existem alguns parques com cursos mais abrangentes, para o caso de você realmente querer se tornar um treinador. Mas também existem aqueles mais focados na aventura e outros que se concentram mais na aprendizagem.

Contato com golfinhosSe for com a família, saiba que a maioria dos parques oferece aos grupos familiares um nado exclusivo com os bichinhos. Isso pode ser uma experiência ótima para dividir com seus filhos, caso os tenha. Os pequenos devem sempre nadar com os golfinhos acompanhados de um adulto, enquanto as crianças maiores podem escolher se querem nadar sozinhas ou acompanhadas dos pais. Existem programas específicos para crianças que não necessitam conhecimentos prévios de natação.

Mas se o adulto também não sabe nadar, nada de preocupação, pois existe uma opção para este caso também. Na maioria dos parques, é possível aproximar-se dos golfinhos e até tocar sua pele sem entrar na água. Mas a realidade é que, se você não sabe nadar, vai perder muito dessa experiência maravilhosa e nunca é tarde para aprender! E este é um grande motivo.

Você só vai precisar de um colete salva-vidas e já estará pronto para testemunhar os saltos e acrobacias desses verdadeiros bailarinos do mar. Veja a seguir as variações que essa atividade pode apresentar:

Rotina dos golfinhos

Nadar com gorlfinhos Redemoinho: Um ou mais golfinhos nadam em círculos ao redor de você.

Kiss: O golfinho encosta o focinho em sua bochecha ou lábios.

Abraço: De pé e com metade do corpo para fora da água, os golfinhos te abraçam com as suas barbatanas.

Saltos: Sozinho ou em grupos, eles saltam para fora da água e, quando o fazem, realizam incríveis acrobacias no ar.

Dança: Os golfinhos dançam ao ritmo da música, levando as pessoas com suas barbatanas numa divertida e inofensiva brincadeira. Seus movimentos são frequentemente coordenados. Outra variante é quando o boto faz o “Moon Walk” (passo da lua) sobre a superfície da água.

Coral: Em perfeita ordem, como se estivesse na frente de um coro, os golfinhos emitem seus sons característicos.

Sinalização: Você poderá aprender alguns sinais que são utilizados para se comunicar com os golfinhos.

Nado livre ou “Free Time”: Você terá a oportunidade de estabelecer contato livre e aberto com os golfinhos.

“Belly Ride”: O golfinho vai te dar uma carona em seu ventre através da água.

“Dorsal Tow”: Dois golfinhos vão passear em plena velocidade, enquanto você segura nas suas nadadeiras.

Passeio com golfinhos“Foot Push”: Dois golfinhos empurram com força, com seus focinhos, a sola dos seus pés. Para conseguir isso, você deve colocar-se em uma localização precisa na água com as pernas esticadas, deixando que o golfinho ou golfinhos se aproximem e toquem seus pés com os focinhos, você se move para frente e para cima, como se fosse um acrobata real.

Talvez , depois de 45 minutos de atividade com eles na água, você descubra que se tornou uma acrobata.

Cada programa varia conforme o parque e a diversidade de atividades é imensa. De acordo com as características de cada parque, o nado pode ser realizado em piscinas ou no mar. Estes últimos têm um valor agregado pois o golfinho permanece em seu ambiente natural.

Caminhada subaquática com golfinhos

Inteligência golfinhos

Inteligência golfinhos

Em alguns lugares, como no caso de Xcaret (parque de diversões aquático popular, na Riviera Maia) você pode apreciar o “Dolphin Trek”. É constituída por um cooper subaquático realizado com ajuda de um equipamento especial de respiração.

O dispositivo de mergulho, conhecido como Trek, te permitirá observar os movimentos dos golfinhos debaixo d’água. Você deve colocar um capacete de mergulho que irá fornecer o ar necessário para a caminhada debaixo d’água através de um sistema digital monitorado. Para esta atividade não é necessária experiência prévia em mergulho. Você só precisa de uma breve explicação para testar o equipamento e aprender a usá-lo. Em minutos você já está pronto para andar com golfinhos debaixo d’água!

Os melhores lugares para nadar com golfinhos

Após tomar a decisão de tornar este sonho uma realidade é hora de escolher o lugar perfeito para nadar com golfinhos. Atualmente o nado com golfinhos é oferecido em poucos países. Embora esta seja uma prática cada vez mais popular, em muitos lugares ainda não é permitida.

Europa

Se a Europa está no seu roteiro, um dos destinos que te permitem nadar com golfinhos é Portugal, mais precisamente no Algarve Português. Os pacotes do Parque Aquático Zoomarine oferecem três dias (em versão romântica ou família) para nadar com golfinhos. Há também a Ilha do Pico, nos Açores. A base para observação de baleias e golfinhos do Pico Esporte Açores organiza mergulhos em águas abertas, nos quais você pode nadar com os mamíferos em seu ambiente natural.

Oriente Médio

Se você for para Israel, poderá escolher uma opção mais natural e ir para a cidade de Eilat, que consiste em um verdadeiro oásis em meio ao deserto da costa do Golfo de Aqaba. Este tesouro inclui um recife de corais de mais de 1.200 metros ao longo da costa, onde você pode praticar mergulhos de até 30 metros de profundidade. Além deste espetáculo natural, quase inigualável, há aí uma reserva ecológica única, onde você poderá conhecer o fantástico mundo dos golfinhos.

Nos Emirados Árabes Unidos, mais especificamente em Dubai, o Atlantis The Palm, um dos hotéis mais exclusivos do mundo, oferece banhos particulares com golfinhos. Para isso, a “A Baía dos Golfinhos”, localizada no resort, conta com três grandes lagoas.

Caribe

Pertencente à mesma cadeia, o Atlantis Paradise Island, nas Bahamas, é um complexo resort. Trata-se de uma ilha com diferentes opções de alojamento, que conta ainda com um centro de reabilitação e os maiores golfinhos salva-vidas do mundo. Aqui você pode interagir não só com golfinhos, mas também com tubarões e arraias.

Beijo de golfinhosEm Roatan, uma ilha ao longo de Honduras, existe um resort famoso por seus golfinhos. Neste local o Marine Science Institute realiza programas de pesquisa e oferece encontros com golfinhos acompanhados por guias treinados. Nestes encontros é possível submergir a cerca de 15 metros da superfície através de programas de snorkeling. O entorno da ilha tem o segundo sistema de recifes e corais do mundo, perdendo apenas para a Austrália.

América do Norte

Sem dúvida, os melhores lugares para nadar com os golfinhos são encontrados no México e nos Estados Unidos.

O lugar mais popular para nadar com golfinhos nos Estados Unidos é em Miami, na Flórida. Aqui estão os famosos Dolphin World e SeaWorld Orlando.

O Caribe mexicano é ideal para nadar com os golfinhos, já que cada golfinho é criado com objetivos específicos de estudos científicos,  jogos e educação. Aqui estão os parques mais bonitos do mundo, principalmente em Cancún e Playa del Carmen, com plantas naturais e golfinhos que foram selecionados especialmente para participar dos programas. Os principais parques do México são Delphinus, Dolphin Discovery e Dolphinaris e o Parque Aquático Splash.

Você também pode nadar com golfinhos se estiver na Colômbia, República Dominicana, Venezuela, Jamaica, Cuba, Austrália, Irlanda e Nova Zelândia.

Nadar com golfinhos, uma controvérsia

Atualmente muitos defensores dos animais questionam os métodos de treinamento dos golfinhos em cativeiro por separarem essas criaturas de seu habitat natural. Os responsáveis ​​pela prestação do serviço garantem, porém, que esses mamíferos marinhos vivem em um ambiente mais do que saudável.

Alimentando golfinhos

Alimentando golfinhos

Depois, existem aqueles que defendem que, como todos os animais, os golfinhos podem ter reações inesperadas, que podem ferir um humano devido ao peso e tamanho desses animais.

No outro extremo estão aqueles que valorizam o aspecto positivo da experiência: garantir que a natação possa ser feita com animais nascidos em cativeiro que não suportariam a vida selvagem, e que as pessoas envolvidas nessa atividade interajam com os golfinhos ganhando assim uma maior consciência conservacionista. Há também aqueles que promovem o uso “terapêutico” dos golfinhos.

Enquanto isso, as ofertas de turismo se multiplicam e convocam viajantes em busca de um momento inesquecível. O que não está em discussão, definitivamente, é que esta é uma atividade relaxante, gratificante e única.

Alguns conselhos se você for nadar com golfinhos:

Leve uma toalha, roupa de banho e dinheiro extra para comprar souvenirs.

Você não tem permissão para usar protetor solar nos parques.

Você não pode usar jóias, pois poderiam ferir os golfinhos.

Se você está grávida, não pode participar dessa atividade.

Se você for com crianças, lembre-se que só aquelas com mais de 8 anos podem participar de atividades.

Todas as crianças com menos de 8 anos de idade devem estar acompanhadas por um adulto. (Isto pode variar de acordo com cada parque).

Recomenda-se ter algum conhecimento prévio de natação.

A beleza dos golfinhosEm alguns parques as explicações podem ser dadas somente em inglês. Por isso, caso você não domine o idioma, é aconselhável ir acompanhado de alguém que fale inglês.

Não seja agressivo com os golfinhos, de jeito nenhum. Sempre seja gentil com seus movimentos.

Não pule nas fotografias, pois qualquer uma destas ações pode incomodar o golfinho e gerar um comportamento agressivo.

E você? Já nadou com os golfinhos? Como foi a sua experiência? Conta para gente!

Mais dicas em nosso site

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *